Astor, os melhores drinks da Vila Madalena

Que o tradicional Bar Astor tem os melhores drinks da Vila Madalena, todos sabemos, mas a novidade é que o bartender Fabio La Pietra lançou uma carta de drinks sensacional!

Localizado na Vila Madalena, o Bar Astor é famoso por ter os melhores drinks do bairro. E o que já era bom pode melhorar ainda mais, a nova carta de drinks elaborada pelo bartender Fabio La Pietra é linda – toda desenhada – e os drinks são extraordinários.

IMG_6502

Eu experimentei o Negroni & Tonic (Tanqueray Gin, vermouth rosso, Campari e água tônica) e adorei, achei super leve, poderia tomar a tarde inteira na beira da piscina. O Gin Gin Mule (London Dry Gin, limão, hortelã e ginger beer) é muito refrescante e perfumado, também é outro drink fácil de beber por horas. E o Old Cuban (Rum cubano escuro, limão, melaço de cana, hortelã e espumante seco) que já é um pouco mais doce, com uma mistura de sabores super inusitada.

IMG_6516

 

Outra novidade do Bar Astor são os Cocktails On Tap, eu tomei o Il Cardinale (London Dry Gin, vermouth seco e Campari), ele é elegante, marcante, envolvente, é o meu tipo preferido de drink. E além de tudo tem essa azeitona enorme que no final fica encharcada de drink e faz uma explosão de sabores na boca! Parabéns Fabio La Pietra, você mandou muito bem!!!

Para maiores informações clique no nome do estabelecimento, no primeiro parágrafo do texto.

G&T, um bar de Gim Tônica

Localizado nos Jardins, o G&T Bar é um bar especializado em drinks com gim, especialmente o Gim Tônica!

Com um cardápio enxuto, repleto de drinks com Gim, o G&T é uma ótima opção para aquele esquenta antes de alguma festa.

IMG_8510

O cardápio desenvolvido pela head bartender Talita Simões consiste em quatro drinks clássicos com gim, Gin & Tonic, GinFizz, Negroni e Dry Martini, por R$15.

Seguidos por seis opções autorais de Gim Tônica, por R$20, o Mediterrâneo, com laranja  e manjericão é sensacional.

Além, de 13 opções de Gin & Tonic Perfect Serve, com combinações específicas para cada um dos 11 rótulos diferentes de gim, com preços que variam entre R$15 e R$50.

O ambiente do G&T é super descolado com um balcão extenso que fica de frente a um sofá, e alguns pufes que ficam espalhados.

No G&T não tem garçom, cada um se serve no balcão, também não tem pratos ou porções. Não é um lugar para passar horas, mas sim uma ótima opção para quem quer tomar um bom drink com gim e continuar a vida normalmente.

Mas corre, porque, infelizmente, este bar só funcionará até o mês de maio.

Para maiores informações, clique no nome do estabelecimento, no primeiro parágrafo do texto.

Dia da Mulher – Célia Salles, CEO da Cachaça WIBA!

Vamos comemorar o Dia da Mulher com a carta de uma mulher inspiradora, a Célia Salles, CEO da Cachaça WIBA! Ela escreve uma carta às mulheres que gostam de beber:

Meu nome é Célia, tenho 50 anos e sou cachaceira. Sim e com muito orgulho. Teria nome mais indicado para isso? Afinal eu produzo cachaça e tenho responsabilidade por toda a parte de fabricação da bebida. Não que eu não goste de beber, mas a palavra cachaceira sempre me remeteu a fulana que bebe qualquer coisa a doses extraordinárias de nada. Além de achar essa expressão um pouco pejorativa. Se fosse pra me rotular, me auto-intitularia como apreciadora de cachaça.

Outro assunto que me deixa incomodada ao ouvir, é que mulher não pode beber muito porque fica feio. Não estou falando de mulher bêbada que dá vexame, briga com as amigas, namorado, marido e sai batendo o carro por aí (homens também fazem isso e vamos combinar que é no mínimo deselegante para ambos os sexos). Estou falando de mulheres que gostam de sair para beber, se divertem experimentando a nova carta de drinks daquele bar de esquina recém-inaugurado e que adoram bebericar com as amigas uma cervejinha diferente. E se ela ainda puxar para o amargo, melhor ainda. Também tem vez aquelas que adoram reservar uma sexta-feira para fazer experiências etílicas com o namorado/maridão. Essas mesmas mulheres, geralmente são independentes, confiantes de si e não veem problema algum ficar vez ou outra, bêbadas. Sempre gostei de apreciar com moderação uma boa bebida, mas beber é humor, e cá entre nós, tem dias que sobe mais rápido. E acreditem, ainda conseguimos ser meigas e delicadas mesmo de porre. Ok, às vezes nem tanto. Mas vamos ao que interessa. Juro que vou tentar não ser prolixa.

Camila Cicolo_29-07#232E4B8

Antes de trabalhar com cachaça, confesso que era muito preconceituosa com a marvada. Só passava whisky pela a porta da minha casa. Sempre tive a sensação que cachaça foi feita pra cabra-macho. E foi por estar totalmente enganada que resolvi escrever essa carta. Na realidade já estava querendo escrevê-la há algum tempo. Talvez ela encoraje uma leitora a pedir sua primeira dose no bar, talvez ela ajude as mulheres que gostem de beber a acreditar que elas não estão fazendo nada de errado, absolutamente nada, ou talvez ela não sirva para nada.

Mulher, mesmo sem me conhecer ouça-me um pouco. Você ainda acha errado sair para beber sozinha ou com as amigas? Está com medo de pré-julgamentos? Te garanto que saímos da sombra e a nossa notoriedade aumentou no mercado de bebidas, onde até então prevalecia os homens. Hoje em vários lugares, já é possível pedir uma caipirinha e sermos servidas por uma super bartender. Já experimentou Saquê? Vodka? Tequila? Gin? Cachaça? Aposte na sua bebida preferida e na marca que te dê confiança (acordar com gosto de cabo de guarda-chuva na boca ninguém merece) e vá ser feliz. Não estou incentivando o uso de bebidas alcoólicas como meio de diversão, longe disso. O que venho propor por meio dessas palavras, é fazer com que você acredite que você é livre para beber o que quiser sem qualquer julgamento alheio. Eu por exemplo, não nego uma boa cachaça. E diante dos olhos de algumas pessoas, posso parecer bebum, mas ao dos meus amigos e do meu marido, não. Eles acham graça a forma que conduzo cada gole e depois que eu introduzi a bebida nas reunião familiares, nas festas e eventos, começaram achar a mulher bebedora desse destilado dotada de personalidade e originalidade. Tá vendo como tudo é questão de referência?

Já os homens machistas não têm vez. Mas aquele homem mesmo, aquele que te merece, vai dar pulos de felicidade ao saber que você pode ser a eterna companheira de doses dele. Homens que estão lendo esse texto, me corrijam se eu estiver errada.

Então a dica de hoje é: não importa o que você bebe ou o quanto você bebe. As pessoas sempre falarão. Mas você vai se importar com isso? Eu não tenho tempo para preconceito. O único tempo que eu tenho é para ser feliz. E eu procuro onde eu bem entender.

Saúde!

Florería Atlántico, os tragos por trás das flores

Por fora é uma floricultura normal, por dentro também, mas lá você encontra os tragos por trás das flores, no Speakeasy  Florería Atlántico.

Continuando as andanças pelos bares de Buenos Aires com o queridíssimo Omar Chamorro, conheci um lugar muito especial. Era a noite do meu aniversário e o Omar já tinha me falado da Florería Atlántico, mas eu nem imaginava que poderia ser tão incrível!

FullSizeRender

Ao passar pela delicada e perfumada floricultura, é impossível imaginar que ao entrar no bar o ambiente se transforme em um lugar super moderno e descolado. Com músicas animadas e tragos extraordinários!

Começamos pelos drinks com gin, uma mais lindo e refrescante que o outro! E foi entre danças, conversas, e muita música boa que eu pedi o drink da noite, o Balestrini Negroni (Príncipe de los Apóstoles, Averna, Campari, agua de mar, piñones, ahumado de eucaliptos), ele vem numa garrafinha linda e é você mesma que se serve. Eu adorei!!!

IMG_6086

A Florería Atlántico é, sem dúvida, o Speakeasy mais animado que eu já conheci.

The Harrison Speakeasy e seus mistérios

Fui à Buenos Aires conhecer The Harrison Speakeasy e seus mistérios. As descobertas foram surpreendentes!

Fui para a Argentina e tive a sorte de ser recepcionada por Omar Chamorro, o maior conhecedor de bares e drinks de Buenos Aires! Sorte maior ainda foi encontrá-lo, pela primeira vez, no Nicky New York Sushi, restaurante delicioso, em Palermo, que esconde um dos melhores Speakeasy argentinos.

Para conhecer The Harrison Speakeasy você precisa jantar no Nicky New York Sushi, o que é o maior prazer! Comi a degustação de ceviches e alguns sushis que estavam incríveis.

IMG_5771

Depois de comer muito bem, chegou a hora de conhecer o tão esperado The Harrison Speakeasy, como chegar lá e onde ele fica exatamente, eu não vou contar para não perder a graça, mas ao entrar no bar, você se sente como se tivesse sido teletransportado para os anos de 1920, quando a Lei Seca proibia a venda de bebidas alcoólicas nos Estados Unidos, foi aí que os Spakeasy foram inventados, como um lugar disfarçadamente escondidinho, onde as pessoas poderiam beber à vontade. Como a oferta de bebidas nesta época era muito escassa, os bartenders inventaram os mais famosos e deliciosos cocktails.

E foi nesse ambiente incrível que eu me acomodei no balcão e me deliciei num Negroni, vocês tinham alguma dúvida?

IMG_5798

Os bartenders de lá são super simpáticos, atenciosos e talentosos. Ao entrar no The Harrison Speakeasy, a hostess pede para não tirarmos nenhuma foto, mas o Omar conhecia todo mundo e tirou muitas fotos sem problema algum, ainda bem que ele tirou as fotos com o meu celular!!

Se você está em Buenos Aires, não deixe de ir ao The Harrison Speakeasy, é imperdível!!!