Casa Avós, nosso quintal em São Paulo

Inaugurada em dezembro de 2016, na Rua Croata, 679, Vila Ipojuca, em São Paulo, a Casa Avós é aconchegante e acolhedora, tipo quintal da nossa avó e reúne as cervejas da marca paulista Avós, chopes vendidos para serem levados em growlers ou crowlers, além de charmosos souvenirs cervejeiros.

Com menos de um ano de mercado, a cerveja cigana de DNA caseiro batizada de Avós, nascida da paixão do publicitário e cervejeiro Junior Bottura pelas panelinhas e uma celebração ao vínculo que teve a sorte de cultivar com todas as suas avós e bisavós, abriu ao público sua sede no dia 8 de dezembro, a Casa Avós.

Avós

A Avós trouxe uma máquina semi-automática de enchimento de crowler, que permite que o chope seja enlatado na hora, em recipientes de um litro para o cliente levar embora. Ocupam as prateleiras da Casa Avós, charmosos souvenirs cervejeiros como camisetas, meias, bonés, copos, abridores, kits com duas garrafas (300 ml cada) e geleias feitas com a própria bebida.

Para comemorar a nova fase da marca, a Avós engatou em seu Growler, uma receita exclusiva, vendida apenas no local como chope, a Vó Juca, nome que homenageia o bairro, é a versão da cigana para o elegante estilo Pilsen, cerveja de corpo baixo, dourada, de espuma clara, que apresenta aroma de lúpulo floral e herbal, atinge 14 IBUs e no paladar o amargor fino dos lúpulos tchecos se sobrepõe aos sabores de pão provenientes do malte, entrega boa bebilidade e muito frescor.

Os rótulos da cerveja paulista que circulam nas torneiras da Casa Avós são: os primogênitos Vó Maria, a Baixinha Porreta, produzida com o mesmo carinho de quando era feita nas panelinhas, é a leitura de Junior para um dos estilos mais adorados pelos hop heads, o India Pale Ale. Proporciona ao consumidor uma receita de visual âmbar claro, com 7% de teor alcoólico e 65 IBUs que conferem amargor intenso e elegantemente equilibrado. No nariz ela traz aroma cítrico que remete a frutas amarelas como maracujá e manga. Já a sua Hoppy Lager, medalha de prata no South Beer Cup 2016, chamada de Vó Maria e o seu lado Zen, de cor dourada e espuma branca, entrega ao paladar uma cerveja de corpo baixo, com 4,9% de teor alcoólico e refrescante. Com amargor sutil garantido por seus 18 IBUs, elaborada com o mesmo dry hopping da Baixinha Porreta, técnica que infusiona lúpulos durante a etapa fria do processo de produção e confere riqueza de aromas, a cerveja alcança com leveza notas cítricas e frutadas.

A marca conta também com receita que funde as personalidades dos seus dois primeiros estilos, envasada em lata de alumínio e batizada de Vó Maria In Concert, trata-se de uma India Pale Lager que mescla os lúpulos Citra e Crystal, usados na India Pale Ale e na Hoppy Lager e ainda inclui a variedade Equinox. A ideia nasceu do evento promovido pela cerveja Avós que harmonizou jazz e blues com suas cervejas. A Vó Maria In Concert também está disponível em chope no espaço, tem visual dourado, amargor moderado, chega a 50 IBUs e tem 6,1% de teor alcoólico. As variedades de lúpulos usadas entregam ao olfato, citricidade e toque frutado e resinoso, que remete a pinho. Na boca a cerveja se mostra leve, refrescante e contempla o paladar com equilíbrio entre sabor de lúpulo e a presença do malte, que remete a notas de pão fresco.

lata vo ana

E agora em fevereiro a inquieta cerveja Avós lançou a mais nova integrante do seu time, a Vó Ana, A Matrona, uma Lager feita com trigo, adição de semente de coentro e camomila tem visual amarelo palha, espuma branca cremosa, corpo leve, 5,1% de teor alcoólico e uma drinkability convidativa. Ao paladar a receita entrega, como resultado de seus 40 IBUs, amargor elegantemente presente e equilibrado. No nariz traz notas que remetem a frutas cítricas, como limão e tangerina, por conta da dupla Sorachi Ace e Mandarina Bavária, os lúpulos usados no dry hopping.

Quem quiser provar algum dos chopes da cerveja Avós, enquanto aguarda o serviço dos growlers e crowlers, ou conhece o espaço, é bem vindo e recebido com amendoins e tremoço, como um mimo para beliscar. Mas se a fome for grande, pode levar um lanche ou pedir uma pizza na sua pizzaria favorita, lá é igual casa de vó, pode tudo!

 

Horário de funcionamento: Terça à Sexta, das 17h30 às 21h30h, Sábados das 11h às 15h / a Casa Avós oferece o espaço eventos fechados aos sábados das 16h às 22h.

Festa de 10 anos – BarDoCelso.com

Cultura cervejeirachopes artesanais são destaques na Festa de 10 anos do BarDoCelso.com.

Evento com entrada gratuita celebra 10 anos do blog BarDoCelso.com, que se destaca no mercado também como empresa de serviços e consultoria em cervejas.

Outubro é o mês das festas cervejeiras. Todas elas motivadas pela Oktoberfest, considerado o maior evento cervejeiro do mundo, mas nem sempre alemãs ou tão grandes assim. E o bairro boêmio da Vila Madalena não poderia ficar de fora. Com entrada gratuita, muita cultura cervejeira e chopes artesanais de primeira qualidade com preços promocionais, acontece no dia 23 de outubro, domingo, a festa de aniversário de 10 anos do BarDoCelso.com – um dos blogs de cerveja mais antigos do país. O evento acontece no São Paulo Tap House, um dos principais bares de cervejas da cidade e deve contar com cerca de 40 tipos diferentes de cervejas. É a 2ª edição da festa, que foi um sucesso em Curitiba, reunindo mais de 200 participantes.

Além disso, os fãs do universo cervejeiro terão música ao vivo, poderão participar de brincadeiras cervejeiras, como teste cego de cervejas e competição de chope em metro e a oportunidade de ajudar quem precisa. O evento terá leilão de cervejas raras e rifas. Todo o dinheiro arrecadado será doado para ONG Gotas de Flor com Amor – especializada em ajudar crianças carentes que não possuem estrutura financeira para seu desenvolvimento educacional.

Existem outros motivos de comemoração. No decorrer dos anos, o blog se transformou em uma das principais empresas do país que presta serviços de consultoria em cervejas, com soluções principalmente em comunicação e sommelieria. Atualmente, conta com uma equipe de três colaboradores, todos jornalistas, incluindo o fundador, sommelier de cervejas e mestre em estilos, Luís Celso Jr.

Entre as cervejarias artesanais presentes no evento está a Blondine que levará sua India Pale Lager – cerveja feita em parceria com o carismático Supla; a Perro Libre com sua Session India Pale Lager, que leva lúpulos americanos; a paranaense Way Beer com a Avelã Porter – feita com maltes torrados e extrato de avelãs; a Madalena, com seu estilo American Wheat; a Bodebrown com duas cervejas do estilo IPA, uma com adição de cacau e outra com notas de maracujá e goiaba, uma Imperial Double IPA, nomeada como Perigosa. Estarão na festa outras 10 cervejarias: Maniacs, Landel, Quinta do Malte, Colorado, Paulaner (Casa Flora), Backer, Cervejaria Nacional, Morada Cia Etílica, Da Mata, Swamp e Suméria.

“A comemoração de 10 anos do BarDoCelso.com é mais uma oportunidade de trabalharmos por algo que nos move desde sempre: a divulgação da cultura cervejeira no Brasil. Queremos mostrar que cerveja é também cultura, é também tradição, é também alimento e saúde – sempre que consumida com moderação e responsabilidade. A data não podia passar em branco, mas queremos engajar cada vez mais pessoas interessadas no crescimento da cultura das cervejas especiais. Estamos muito empolgados e garantimos um evento recheado de ótimas cervejarias e descontraído, como a própria bebida”, destaca Celso.

Festa 10 anos BarDoCelso.com
Local: São Paulo Tap House – Rua Girassol, 340 – Vila Madalena – São Paulo – SP
Data: 23/10
Horário: 13h às 22h
Entrada gratuita.

Sobre o BarDoCelso.com
O BarDoCelso.com nasceu em 2006 e tornou-se referência no país em cervejas. Atualmente, também é uma empresa de prestação de serviços sobre a bebida, oferecendo soluções em comunicação e sommelieria, como eventos corporativos, cursos in-company, palestras sobre cerveja, elaboração de cartas de cerveja, produção de material jornalístico, branded content especializado, mídia, consultoria e assessoramentos.

 

1384337_10202392596081344_1131287109_nSobre Luís Celso Jr.
Formado em jornalismo pela PUC-PR é especializado em jornalismo digital pelo Instituto Internacional de Ciências Sociais de São Paulo, tendo atuado por mais de oito anos nessa área no jornal Gazeta do Povo. Ao longo da sua carreira, também se especializou em cervejas, cobrindo o assunto, julgando campeonatos e fazendo diversos cursos. É Sommelier de Cervejas e Mestre em Estilos formado pela Associação Brasileira de Sommeliers e Instituto da Cerveja Brasil. Além disso, é professor do Instituto da Cerveja da Beer Academy, do curso de Administração dos Negócios da Cerveja da FGV-SP e da Pós-Graduação em Produção e Avaliação de Conteúdo para Mídias Digitais da Universidade Positivo.

Dia d@ Bartender com as Divas no Boteco

No dia 04 de outubro, é comemorado o Dia d@ Bartender, profissional que cria e serve drinks elaborados, como é o caso das divas Adriana Pino e Talita Simões, do restaurante Méz e Oguru Sushi & Bar, respectivamente. São elas as responsáveis por assinar as cartas dos espaços paulistanos, localizados no Itaim Bibi, e imprimir seus estilos únicos em suas criações.

Quando eu conheci a Adriana Pino, ela era a Menina no Boteco do Brown Sugar, e eu soube na hora que ela era muito mais que uma bartender incrível que gosta de um bom papo de balcão. A sintonia entre nós foi tão legal, que viramos amigas dentro e fora do boteco.

IMG_3892

Com 11 anos de experiência, Adriana Pino usa e abusa de bons ingredientes para traçar uma carreira de sucesso como bartender: simpatia e competência. Foi a primeira classificada para o World Class Brasil 2016 e agora ela é a Diva no Boteco do Méz, no Itaim Bibi, que abriu suas portas em abril para oferecer coquetelaria e gastronomia em ambiente de estilo nova-iorquino. Adriana prepara diariamente drinks exclusivos, clássicos ou tradicionais que já ganharam consagração e muitos fiéis. “Venho aperfeiçoando a arte da coquetelaria clássica e moderna, estudando e experimentando novas misturas, combinando sabores e descobrindo um mundo de possibilidades”, afirma Adriana.

Já a Talita Simões, eu conheci quando ela era a Menina no Boteco do Side, depois presenciei seu show de Gim Tônicas no G&T, e fui testemunha da carta de drinks sensacional que ela fez para o Town Sandwich Co. Agora ela desenvolveu a carta de coquetelaria e é a Diva no Boteco do Oguru Sushi & Bar, localizado na mesma região de São Paulo.

IMG_3442

A bartender é uma das mais renomadas do Brasil e sempre encara um novo projeto de maneira exclusiva, além de desenvolver um trabalho especial e raro, focado na experiência sensorial que as bebidas podem proporcionar. Em 2011, Talita participou da final do concurso de coqueteleira Diageo World Class, concorrendo ao título de melhor bartender do mundo e chegando em 2º lugar como a melhor de toda a América Latina. Além disso, a responsável pela carta de drinks do sushi e bar no Itaim faz parte também do comitê internacional de Londres que determina, anualmente, os 10 melhores bares do mundo.

Quer conferir o trabalho das duas de pertinho? Abaixo estão os detalhes dos estabelecimentos e, em breve, eu trago mais novidades sobre essas duas Divas no Boteco!

Méz

Endereço: Rua Dr. Mario Ferraz, 561 – Itaim Bibi

Telefone: (11)2538-8197

Horário de Funcionamento: Segunda-feira: das 12h às 15h (almoço); Terça, quarta e quinta-feira: das 12h à 1h (das 15h às 19h – apenas área do Terraço); Sexta-feira: das 12h às 2h (das 15h às 19h – apenas área do Terraço); Sábado: das 12h às 2h; e Domingo: das 12h às 17h.

Forma de pagamento: Aceita todos os cartões.

Capacidade: 100 lugares sentados + área externa

Valet: R$ 25

Facebook: www.facebook.com/mez.sp

Instagram: @mez.sp

Wifi Sim / Acessibilidade Sim

Oguru Sushi & Bar

Endereço: Rua Campos Bicudo, 141 – Itaim Bibi

Telefone: (11) 2609-2622

Horário de Funcionamento: Almoço de Segunda a Sexta das 12h às 15h; Sábado e feriados das 12h às 16h; Jantar de Segunda a Quarta das 19h às 23h; Quinta a Sábado das 19h à 00h; e feriados até às 23h.

E-mail: contato@ogurusushibar.com.br

Forma de pagamento: Visa, Master, Amex, Elo e Vale Refeição

Capacidade: 60 lugares

Valet: R$ 20

Facebook: www.facebook.com.br/ogurusushibar

Instagram: @ogurusushibar

Wifi Sim / Acessibilidade Sim

LimeTime Hostels, estadia harmonizada com Caipirinha

Um lugar para ficar, que une muita gente animada e bebidinhas de graça, no LimeTime Hostels, é assim, estadia harmonizada com Caipirinha.

Todo mundo sabe que eu moro em São José dos Campos, mas 90% das publicações das Meninas no Boteco são de São Paulo, como pode? Pois é, eu vou para lá toda semana, às vezes faço bate e volta, mas na maioria das vezes fico lá por dois ou três dias.

Onde eu fico? Boa pergunta! Minha irmã morava em São Paulo até o mês passado, então eu tinha estadia garantida, mas desde que ela saiu de lá, eu fico feito nômade perambulando pelas casas das amigues. O problema é que às vezes fica chato chegar na casa das pessoas às 4h da manhã. Foi assim que eu tive a ideia de procurar um hostel.

Comecei minha pesquisa pela satisfação dos usuários e foi assim que eu cheguei até o LimeTime Hostels, que tem uma unidade em São Paulo e outra no Rio de Janeiro, conversei com o pessoal de lá, eles foram super simpáticos e receptivos e, então, decidi passar dois dias com eles.

Cheguei às 4h da manhã e fui super bem recepcionada, como já era super tarde fui direto para a cama, fiquei num dormitório coletivo feminino com mais sete meninas, como algumas delas acordaram cedo, a partir das 7h eu já despertei.

caipi

Tive compromissos o dia inteiro e ao voltar para o LimeTime Hostels uma surpresa: Caipirinha grátis! Oi? Será que eu estou sonhando? Não é isso mesmo, todos os dias, das 21h às 21:30, todos os hóspedes ganham uma caipirinha! Ai gente, não é sensacional!

Que ótimo começo para uma noite maravilhosa! Fiquei na área de socialização do LimeTime Hostels, até às 3h da manhã, conversando e cantando (Sim! Alguém estava tocando violão!) com três franceses, um japonês, três paraguaios, uma colombiana, uma alemão e outra brasileira, todos muito engraçados!

Se eu vou voltar a me hospedar no LimeTime Hostels? Lógico! Eu adorei!! AMEI!!!

Até breve amigos!

Para maiores informações, clique sobre o nome do estabelecimento.

Cervejaria Bohemia e Bauernfest em Petrópolis

No último sábado, dia 25/06/2016, fui visitar a Cervejaria Bohemia e a Bauernfest em Petrópolis.

Foi um bate e volta super rápido, mas foi o suficiente para conhecer a lindíssima Cervejaria Bohemia e a animada Bauernfest, além de me apaixonar por Petrópolis e experimentar cervejas sensacionais.

Eu e mais um grupo super divertido, chegamos em Petrópolis e fomos direto para a cervejaria, lá vimos um pouco de onde é feita a produção das cervejas e onde estão os barris da Bohemia Reserva, uma cerveja do estilo Barley Wine, envelhecida por mais de 12 meses.

IMG_2692

Saindo de lá fomos para a Bauernfest, a Festa do Colono, que está na sua 27a edição e que espera a visita de 300 mil visitantes durante os 10 dias de festa. O evento resgata as raízes germânicas da cidade com a chegada dos primeiros alemães em 1845, com apresentações folclóricas, culinária alemã e muito chope Bohemia, inclusive a cervejaria produziu um chope exclusivo com o nome da festa que é muito bom!

IMG_2693

Voltamos para almoçar no restaurante da Cervejaria Bohemia, que foi todo reformado. E oferece pratos típicos alemães, entre outras opções a preços muito acessíveis.

IMG_2698Eu comi o Schnitzel, um filé à milanesa enorme que acompanha salada de batatas, para harmonizar eu tomei várias cervejas, inclusive uma Wäls Brut, elaborada através do método champenoise. E claro, muitas Bohemias, como a 14-Weiss, a Bohemia Reserva, a Bohemia Imperial, a Caá-Yari, a 838 Pale Ale e o chope Bohemia Bauernfest!

Bohemia

 

E como sempre, as companhias fizeram toda a diferença e eu quero muito agradecer à todos, a Tatiana da In Press Porter Novelli, a Cecilia do Yes We Cook, o Diego do BuzzFeed Brasil, o Gustavo, o Rafael que estava representando o Bar do Celso, e o Rodrigo do Hypeness. Super obrigada, sem vocês o dia teria sido bom, mas não seria tão divertido!!!

Para maiores informações, clique sobre o nome da cervejaria, no primeiro parágrafo do texto.