The Harrison Speakeasy e seus mistérios

Fui à Buenos Aires conhecer The Harrison Speakeasy e seus mistérios. As descobertas foram surpreendentes!

Fui para a Argentina e tive a sorte de ser recepcionada por Omar Chamorro, o maior conhecedor de bares e drinks de Buenos Aires! Sorte maior ainda foi encontrá-lo, pela primeira vez, no Nicky New York Sushi, restaurante delicioso, em Palermo, que esconde um dos melhores Speakeasy argentinos.

Para conhecer The Harrison Speakeasy você precisa jantar no Nicky New York Sushi, o que é o maior prazer! Comi a degustação de ceviches e alguns sushis que estavam incríveis.

IMG_5771

Depois de comer muito bem, chegou a hora de conhecer o tão esperado The Harrison Speakeasy, como chegar lá e onde ele fica exatamente, eu não vou contar para não perder a graça, mas ao entrar no bar, você se sente como se tivesse sido teletransportado para os anos de 1920, quando a Lei Seca proibia a venda de bebidas alcoólicas nos Estados Unidos, foi aí que os Spakeasy foram inventados, como um lugar disfarçadamente escondidinho, onde as pessoas poderiam beber à vontade. Como a oferta de bebidas nesta época era muito escassa, os bartenders inventaram os mais famosos e deliciosos cocktails.

E foi nesse ambiente incrível que eu me acomodei no balcão e me deliciei num Negroni, vocês tinham alguma dúvida?

IMG_5798

Os bartenders de lá são super simpáticos, atenciosos e talentosos. Ao entrar no The Harrison Speakeasy, a hostess pede para não tirarmos nenhuma foto, mas o Omar conhecia todo mundo e tirou muitas fotos sem problema algum, ainda bem que ele tirou as fotos com o meu celular!!

Se você está em Buenos Aires, não deixe de ir ao The Harrison Speakeasy, é imperdível!!!

Raw Burger N Bar: Come Hungry, Leave Drunk!

Nossa, que título esquisito, será que é isso mesmo ou é a Carolina que está ficando (mais) louca? É exatamente isso aí que você leu, no Raw Burger N Bar, o lema é “come hungry, leave drunk”, ou seja, “venha esfomeado e saia bêbado”. Mas não porque você vai encher a cara com o estômago vazio, pelo contrário, você vai comer os melhores burgers e porções da vida, só que os drinques são tão incríveis e as cervejas tão “fucking cold” (como eles mesmos dizem), que é impossível sair de lá 100% sóbrio.

Então, anotem aí:

– Dica 1: VÁ DE TÁXI (Uber, carruagem, tuk tuk…), só não vá dirigindo, é muita coisa boa para beber, não se torture nem se mate na saída.

IMG_4902

– Dica 2: Não vá sozinh@! Afff…. Essa Carolina não sabe o que diz, uma hora fala que não tem nada melhor que sair pra beber sozinha, depois diz que não é pra gente ir pro bar sem chamar @s amigues… Calma!!! É que o Raw Burger N Bar oferece porções de entradas muito boas, quanto mais gente for, mais motivos você tem para pedir e experimentar tudo.

– Dica 3: Ache os Snacks, no cardápio, e peça todos! Eu só experimentei as porções de batatas rústicas (assada com alecrim e dentes de alho) e zucchini fries (foto abaixo), estavam lindas! Mas serei obrigada a voltar para experimentar as porções mozzarella sticks e bacon crocante (assado caramelizado com cerveja preta e açúcar mascavo).

IMG_4888

– Dica 4: Ao pedir as entradas, já aproveite para engatar no primeiro drinque ou cerveja, o que preferir. Eu comecei pelo Ervas GT (Dry Gin, mix de ervas, azeitona e limão siciliano, foto acima à esquerda). Também experimentei o Mint Julep (Bourbon, suco de limão, hortelã e açúcar, foto acima à direita), os dois são deliciosos, super refrescantes! A carta de cervejas do Raw Burger N Bar, não é vasta, porém é variada e de alta qualidade.

– Dica 5: Leve um lenço, porque você vai querer chorar ao perceber que vai ter que escolher apenas um hambúrguer entre tantas opções apetitosas. Eu pedi o Raw Bacon Burger, dá só uma olhada na lindeza que ele é (foto abaixo). Mas NUNCA peça talheres para comer seu hambúrguer, uma das regras do Raw Burger N Bar é: comer com a mão!

IMG_4890

– Dica 6: Já comeu, já bebeu, ficou feliz da vida e tá achando que vai para casa tirar um cochilo, né? Nada disso! É hora de ir para o balcão! Os drinques são assinados por Alexandre Beck, profissional com vasta experiência em coquetelaria, que soma 12 anos de trabalhos internacionais, sendo sete na Inglaterra, três na Itália e dois na França. Se vocês me conhecem, já sabem qual foi o drinque que eu escolhi para fechar a visita ao Raw Burger N Bar com chave de ouro… O bom e velho Negroni (foto abaixo).

IMG_4898

– Dica 7: Repita a operação! O Raw Burger N Bar está localizado na rua Aspicuelta, 176. É humanamente impossível experimentar tudo de delicioso que eles oferecem em apenas uma visita, então vá e volte quantas vezes forem necessárias, garanto que será impossível enjoar deste lugar!

Terça-Tiki com Marcio Silva

Todas as terças-feiras durante os meses de novembro e dezembro, o Tatu Bar & Palco apresenta a Terça-Tiki com o bartender Marcio Silva.

IMG_4762

Nós fomos conferir a novidade e nos surpreendemos com os drinques refrescantes, picantes e de uma apresentação impecável, da primeira carta Tiki de bar da cidade, desenvolvida pelo Marcio Silva para a Terça-Tiki.

O drinque Leite de Baleia (foto abaixo), por exemplo, é feito com cachaça branca, vodka de coco, creme de coco, maracujá, essências florais e bitter de chocolate, uma combinação que faz dele o shot da vida!

Sem falar na simpatia e hospitalidade do Marcio Silva que deixa até os mais contidos super à vontade.

IMG_4774

O lugar é lindo! A música é animada e o sofá que contorna o salão é altamente convidativo, mas a melhor dica é ficar no balcão, conversando com o Marcio e aproveitando esta delícia de Terça-Tiki.

IMG_4754

O Tatu Bar & Palco é um speakeasy que fica no porão do Restaurante Jacarandá, na rua Alves Guimarães, 153, em Pinheiros, e funciona todas as terças, das 19h30 às 00h30.

Adriana Pino: a Menina no Boteco do Brown Sugar

Quem me conhece sabe que o quê eu mais gosto no projeto das Meninas no Boteco, são as pessoas maravilhosas que eu conheço pelos bares da vida. Quando eu conheci a Adriana Pino, a Menina no Boteco do Brown Sugar, soube na hora que ela seria muito mais que uma bartender incrível que gosta de um bom papo de balcão. A sintonia entre nós foi tão legal, que viramos amigas dentro e fora do boteco.

A Adriana tem um talento e uma simpatia gigantes e é claro que essa energia boa passa par tudo que ela faz. Foi assim que eu descobri no Brown Sugar, um reduto de drinques espetaculares! Tanto que ela foi a primeira classificada para o World Class Brasil 2016, realizado pela DIAGEO.

IMG_3882

Eu comecei minha aventura etílica pelo Morphin (Nega Fulô Carvalho, cachaça com infusão de jambu, polpa de maracujá, néctar de agave e limão siciliano. R$26. Foto acima.), o cítrico do maracujá e do limão siciliano casam perfeitamente com a sensação anestésica e gelada causada pelo jambu na cachaça, é o tipo de drinque que merece dedicação, fica difícil falar de qualquer outra coisa enquanto ele está sendo degustado.

Papo vai, papo vem… Jambu vai, jambu vem, ela percebeu minha fascinação pela reação ao jambu e me ofereceu a espuma de jambu que ela usa na preparação de outros drinques. Na foto abaixo, é possível conhecer a flor de jambu, que é comestível e é a responsável por essa sensação tão inusitada.

IMG_3886

Depois da festa do Jambu, fiquei impressionada com a beleza e as características, ao mesmo tempo, suave e marcante, do drinque Laranja Mecânica (Gin Tanqueray, Aperol, licor Saint Germain, creme de abacaxi e twist de laranja. R$29. Foto abaixo.). O aroma deste drinque é indescritível, todo mundo tem que experimentar.

IMG_3892

 

Outra opção irresistível para qualquer botequeir@ é o Brownteco, três mini drinques que fazem uma releitura dos clássicos de boteco: Rabo de galo (cachaça, vermute tinto, limão, xarope simples e Angostura), Maria mole (brandy, vinho branco, limão siciliano e bitter aromático) e Bomberinho (cachaça envelhecida, calda artesanal de frutas vermelhas, suco e casca de laranja bahia flambada).

Para acompanhar os drinques sugiro as entradas da casa, como:  Mix de crostini (Salmão defumado, creme de mascarpone e ovas no pão de especiarias. Presunto parma, queijo de cabra e vinagre balsâmico na focaccia de alecrim); Ovo ao creme trufado de shimeji e espuma de batata e o Tartare de salmão servido com creme de abacate e chips de batata doce.

Vá até lá, converse com a Dri e delicie-se com drinques surpreendentes!

Zulu e seus drinques com ingredientes regionais do Brasil

Na última terça-feira, dia 10 de novembro, nós fomos convidadas para conhecer a nova carta de drinques do Anexo SB, desenvolvida pelo bartender Zulu com ingredientes regionais do Brasil, que ele conheceu durante viagens que fez por Goiás, Pará, Bahia e Minas Gerais.

IMG_4216

Quando nós conhecemos o Zulu em agosto de 2014 – na época ele era bartender do La Maison Est Tombée – já ficamos impressionadas com a complexidade dos seus drinques a partir de ingredientes simples.

Mas dessa vez, os drinques estão diferentes, os aromas estão muito mais elaborados e os sabores estão trazendo uma sofisticação dos ingredientes brasileiros que nós nunca tínhamos encontrado antes.

IMG_4230

O drinque Basil Tonic (primeira foto), por exemplo, é a combinação de Gin Tanqueray, limão cravo, twist grapefruit, manjericão e tônica. O aroma do manjericão harmoniza perfeitamente com a sensação refrescante do limão cravo.

Já o Just a Little Tiki (segunda foto), é feito de Gin Tanqueray, cordial de acerola, suco de limão e água de coco.

IMG_4255

Mas o drinque mais surpreendente da noite foi a Margarita (foto acima)! A borda da taça recebe uma camadinha de sal de especiarias, a espuma cítrica é feita com infusão de capim santo, limão siciliano e açúcar, já a base é tequila prata, triple sec com infusão de baunilha e limão. É difícil descrever a combinação dos sabores, mais fácil é dizer que a reação que este drinque causa é a de querer sempre mais uma gole, e mais um, e outro, e mais outro, e um pouquinho mais… É aquele drinque que dói no coração quando acaba.

IMG_4240

Para acompanhar todos esses drinques maravilhosos com ingredientes regionais, o Anexo SB, oferece porções deliciosas de boteco, são tantas opções que fica difícil eleger a melhor.

Mas a dica imperdível é: chegue cedo, pegue um lugar no balcão e assista o Zulu dar um show!