Holy Pasta, boteco sobre rodas

Comida sensacional, cerveja gelada e o atendimento indefectível fazem do Holy Pasta o melhor boteco sobre rodas, porque na rua é bem mais da hora, my friend!

Já tinha ouvido falar muito do Holy Pasta e já salivei bastante acompanhando sua página no Facebook e seu perfil no Instagram. Também já tinha acompanhado o trabalho do Adolpho Schaefer, dono do Holy Pasta, no programa Food Truck – A Batalha, do GNT. Mas foi na final do Jameson Bartender’s Ball que eu conheci o Adolpho pessoalmente, naquela ocasião eu era uma das juradas da competição e ele era o apresentador do evento, e foi muito legal porque o cara é simpático e divertido de verdade! Depois disso a vontade de conhecer o Holy Pasta só aumentou!

IMG_3893

O Holy Pasta tem uma loja fixa na rua Rodesia, 164, na Vila Madalena, em São Paulo. Mas o Food Truck está cada dia em um lugar estratégico perto de metrôs e de grandes centros empresariais, é possível conferir a agenda com os endereços nas redes sociais do Holy Pasta. Fui numa sexta feira, na rua Pais Leme, altura do número 500, e lá estavam eles à postos com aquele cheiro de macarrão irresistível.

Como ainda era cedo e eu tinha acabado de tomar café da manhã, sentei num banquinho e só fiquei observando o movimento. O Adolpho conta com a ajuda da Julieth, do Igor e do Marcelo, são quatro pessoas trabalhando num ritmo insano dentro do Food Truck para tudo sair nos conformes!

As opções de pasta são muitas, no dia que eu fui tinha o tradicional Holy Mac’n Cheese (macarrão espiral com molho de queijos com bacon e nachos, R$22), o Lemon Core (espaguete ao limone com mix de cogumelos, R$22), o H.P.I.T (ravióli integral com muçarela de búfala ao pesto de manjericão, R$25), o Holy Nutz (ravióli verde com ricota e nozes ao molho branco, R$22), o The Bulldog (nhoque à bolonhesa, R$20), o Especial Pais Leme (espaguete ao alho e óleo, com carne louca, creme de gorgonzola e parmesão, R$22) que fez o maior sucesso e acabou super rápido, o meu escolhido S.P. (pene ao ragu de porco hot, R$18, foto abaixo), o Old School (fettuccine ao pesto de manjericão, R$18), o Back to Basics (fettuccine ao pomodoro, R$18), além do Sanduba do Vagabundo (carne louca com creme de gorgonzola na baguete, R$16) e de sobremesa a indispensável Holy Rabanada (com doce de leite, R$6, foto abaixo). Ainda é possível adicionar almôndegas (cinco unidades) em todos os pratos por R$6.

Holy Pasta

 

Ah, para acompanhar tanta comida boa eles oferecem cerveja Miller, refrigerantes, chá gelado e água.

Gente, não perde tempo comendo em lugarzinho meia boca não, vai até o Holy Pasta e descubra que a felicidade é acessível e pode ser embalada para viagem por mais R$1,50. 😉

Porque na rua é bem mais da hora, my friend!

Carolina Ronconi

Nascida em São José dos Campos, em 10 de janeiro de 1983, de uma família na qual tudo é motivo de festa, formou-se em Fonoaudiologia pela PUC-SP, é especialista em Voz (Santa Casa-SP), Administração de Empresas (FMU-SP) e Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde (CESCO-FMABC). Sempre gostou de cachaças e come até pedra, se estiver bem temperada. Morou em São Paulo por 12 anos, onde frequentou, praticamente, todos os bares. Depois morou em Montreal (Canadá), onde se apaixonou por cervejas artesanais. Até voltar para o interior de São Paulo e fazer do Boteco o seu mais novo escritório.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Resolva: *