Solo Cozinha & Bar, tem tudo que a gente gosta

Sem frescuras ou gourmetizações infundadas, o Solo Cozinha & Bar tem tudo que a gente gosta, por um preço justo e uma qualidade impecável.

IMG_2983

Em um domingo de sol, eu fui sozinha conhecer o Solo Cozinha & Bar, localizado na Rua Simão Alavares, 484. Escolhi uma mesa no deck que fica na entrada do restaurante e fui prontamente atendida por um garçom super simpático que me ofereceu uma prancheta com duas folhas. Este é o cardápio! Para alguém que tem ascendente em libra e, consequentemente, sofre de indecisão crônica, quanto menos opções melhor, adorei!

Mas de uma coisa eu tive certeza assim que eu cheguei no Solo Cozinha & Bar, iria experimentar o tal Rabo de Galo por R$12, porque se além de ter um preço ótimo ele ainda fosse bom, eu iria me apaixonar… Quem me conhece sabe que o Rabo de Galo é o “drink da minha infância” e que eu não resisto nunca!

IMG_2987

Confesso que fiquei em dúvida sobre o que pedir de entrada, o bolinho de polenta com gorgonzola (R$19), a coxinha de pato (R$24) e o porco confitado com picles da casa (R$21), chamaram minha atenção. Pedi a sugestão do garçom e ele disse que a coxinha de pato era um sucesso, pedi e não me arrependi, comi todas, sozinha, numa perfeita harmonização aviária com o meu querido Rabo de Galo.

IMG_2990

Chegou a hora do prato principal e meus instintos falaram mais alto, fui direto na barriga de porco, quirela de milho e couve queimada (R$38). Minha gente, segurem todos os forninhos, o que significa essa barriga de porco? Quem é o/a chef??  Quando eu já estava terminando de raspar o prato, comendo até o pé da mesa, o chef apareceu! O nome dele é Danilo Gozetto e ele é muito talentoso! Me contou que optou por um cardápio enxuto com tudo que ele gosta. Querido, nós gostamos das mesmas coisas!!

Como porco e cachaça foram feitos um para o outro, eu pedi uma caipirinha de limão rosa e cachaça artesanal (R$19) para acompanhar o prato.

IMG_2992

 

E quando eu achei que não aguentaria comer mais nada, a moça da mesa do lado disse que eu não poderia deixar de experimentar a sobremesa “pavê da mãe”, o Danilo contou que é a receita de pavê que a mãe dele faz, e é realmente imperdível!

Foi um domingo que eu estava “solo”, mas que encontrei companhia em um lugar acolhedor, com uma comida super gostosa e com pessoas muito gentis. Vou voltar sempre!!

Para maiores informações, clique sobre o nome do estabelecimento, no primeiro parágrafo do texto.

Festival Fartura Gastronomia São Paulo

O Festival Fartura Gastronomia, um dos maiores do país, passou por São Paulo com chefs e produtores de todos os estados brasileiros.

Com ingressos esgotados e mais de 8.000 visitantes nos dois dias de evento, a primeira edição do Festival Fartura na capital paulista foi um sucesso e contou com chefs de norte a sul do País, como Angelita Gonzaga (SP), Morena Leite (SP), Daniela Martins (PA), Ariani Malouf (MT), Tássia Magalhães (SP), Kátia Barbosa (RJ), Heloísa Bacellar (SP), Lia Quinderé (CE), e Bel Coelho (SP).

Da exótica Damurida, comida típica de Roraima preparada por Denise Rohnelt, de Boa Vista, a uma costela do Rio Grande do Sul preparada ao vivo por Antônio Costaguta, do El Topador de Porto Alegre, estiveram presentes 130 atrações gastronômicas no Festival Fartura Gastronomia São Paulo, que aconteceu no Jockey Club no final de semana de 25 e 26 de junho.

O Festival Fartura São Paulo faz parte do Projeto Fartura Gastronomia, que realiza a Expedição Fartura Gastronomia e já mapeou a cadeia produtiva gastronômica (do campo ao prato) de todos os estados brasileiros inclusive o Distrito Federal, rodando mais de 60 mil quilômetros em cinco anos. Este conteúdo pesquisado é levado para os cinco eventos do Projeto que acontecem em Porto Alegre, Fortaleza, São Paulo, Belo Horizonte e o tradicional Festival Cultura e Gastronomia de Tiradentes. Estes eventos em 19 anos de existência já atraíram mais de 500 mil pessoas. O mesmo conteúdo pesquisado é desdobrado em canais de comunicação, que também fazem parte do projeto, que são os quatro livros premiados (Prêmio Jabuti e Gourmand) três filmes e redes sociais.

IMG_2773

O Festival Fartura São Paulo foi dividido em oito espaços gastronômicos dois palcos para atrações musicais e artísticas e área dedicada para Food Trucks.

Entre as atrações, o visitante pôde provar pratos de grandes chefs de diversos estados do País, mas o prato mais disputado foi o PF da chef (costela bovina assada em baixa temperatura, acompanha arroz brasileiro com queijo coalho, milho, ovo surpresa, banana caramelizada e farofa da terra), da Ariani Malouf, do restaurante Mahalo Cozinha Criativa, de Cuiabá, MT.

Mas a melhor parte do evento, na minha opinião, foi a aula sobre Cervejas Artesanais Brasileiras, com a Kathia Zanatta, do Instituto da Cerveja Brasil (São Paulo, SP), que aconteceu no Espaço Aulas SENAC. Ela contou um pouco da história da cerveja, lembrando que foram as mulheres que inventaram esta preciosidade. A Kathia contou, também, como são feitas as cervejas, como elas estão sendo fabricadas no Brasil, falou sobre o crescente número das micro cervejarias e de como o mercado tem reagido a este fenômeno.

Além de experimentar pratos dos chefs de todo o Brasil, os visitantes do Festival Fartura Gastronomia de São Paulo puderam acompanhar as atrações musicais que aconteceram durante os dois dias do evento. A minha apresentação favorita foi a da cantora cearense, Lorena Nunes.

Espero que o Festival Fartura Gastronomia venha mais vezes para São Paulo, porque eu adorei!!

Para maiores informações, clique sobre o nome do evento, no primeiro parágrafo do texto.

Festival de Fondues para as noites frias tão frias de junho

O Deck484 oferece um Festival de Fondues para as noites frias tão frias de junho!

Localizado na Alameda Santos, 484, em São Paulo, o restaurante Deck484 promove, pela primeira vez, seu Festival de Fondues. Suíço e reconhecido por sua especialidade, o chef Christophe Besse se junta ao titular da casa, Mardônio Martins, e a quatro mãos oferecem uma seleção de fondues inspiradas no país de origem de Besse. Além do queijo, da carne e do chocolate, as sugestões levam ingredientes especiais em seus preparos e ganham acompanhamentos que complementam cada fase do menu. Seguindo a tradição, o chef Christophe Besse incorpora a salada verde, a batata, os molhos especiais e a massa folhada às suas criações.

Deck484

O cardápio destaca duas versões da famosa fondue de queijo: Fondue “Grand St Bernard”, que leva queijo e ervas orgânicas do Val Du Grand-St-Bernard (R$ 68, individual) e Fondue de queijo com champignons e pimenta verde (R$ 72, individual). A fondue Bourguihnonne, que vem da região de Bourgogne na França, também está no festival. O ingrediente principal é a carne (filé mignon) que chega à mesa acompanhada de batata roesti, salada verde, bacon, croutons, tomatinhos, molho aioli, tartare, curry, maçã verde e calypso (R$ 68).

Para a sobremesa, não poderia faltar a fondue de chocolate (R$ 28, individual), servida com frutas, palitos crocantes de massa folhada e marshmallow. É possível provar o menu em três etapas (queijo, carne e chocolate) por R$ 98 e repor alguns ingredientes, como carne (R$ 52), batata (R$ 24) e molho (R$ 24).

O Deck484 possui uma deliciosa varanda envidraçada com plantas, sofás com almofadões e mesas ao ar livre. O lugar atrai quem precisa de uma pausa, de uma comidinha divertida, de um bom drinque ou taça de vinho. O cardápio conta com tartares, canapés, tapas, grelhados, pratos da culinária francesa e buffet no almoço, durante a semana. Para harmonizar a experiência, possibilidades distintas: drinques clássicos, coquetéis saudáveis (como o de nabo com laranja, gengibre e wasabi) e os vinhos, que fazem parte da concepção do projeto e aparecem de formas distintas – em garrafas, em taças variadas (de branco, tinto, rosé e espumante) e em drinques.

O Festival de Fondues será servido de 17 de maio e 28 de agosto.

Dia dos namorados em época de crise

Dia dos namorados em época de crise. Sim, o país está em crise, mas não deixaremos isso atrapalhar nosso amor, nesse dia especial de comemorar bem juntinhos com quem amamos e queremos sempre ao nosso lado.

Meu post se dedica a essa data, tão cheia de beijinhos e carinhos sem ter fim, como dizia o grande poeta Vinicius de Moraes.

E como fazer essa data ser inesquecível com pouco dinheiro, às vezes quase nenhum?

Todos nós sabemos que em geral todos os restaurantes, bares, e outros locais ficam cheios de filas, e com menus que nem sempre cabem no nosso bolso. Pensando nisso segue algumas sugestões de harmonizações, para jantares super charmosos e elaboradas em casa mesmo.

Sim, em casa…

Com uma boa trilha sonora, com direito a luz de velas e menu harmonizado com vinhos, para os enófilos, ou com cerveja, para os amantes cervejeiros.

wine-966275_960_720

Para as entradas, ou para um brinde à primeira sugestão fica com o vinho ou cerveja. Um espumante, ou uma cerveja mais leve como uma Witbier.

Vamos ao jantar

Risotos: A sugestão vai para os risotos, com esse clima de quase inverno esse prato mais estruturado pela manteiga utilizada, e pela escolha dos ingredientes. Vamos optar por um de cogumelos, pode ser de Shitake e Shimeji, pois são cogumelos fáceis de achar. Para os enófilos, os vinhos escolhidos são um Pinot Noir, de médio corpo uma boa opção é o chileno Céfiro da Viña Casa Blanca, ou um vinho com a casta Nebbiolo do Piemonte. Já para os cervejeiros, uma ótima escolha vai para as Doppelbocks, uma opção é para a Salvator da grande cervejaria Paulaner, com um sabor intenso vai ser um clássico.

A sobremesa: Fácil e rápida uma calda de frutas vermelhas (dê preferência às frescas) com sorvete de creme. Para harmonizar um vinho doce mais leve, podemos optar por um Porto Ruby, que as frutas vermelhas predominam. E para as cervejas, uma Fruit Lambic, uma cerveja da escola Belga, com adição de frutas inteiras. Dê preferência à cereja nessa harmonização.

Vamos lembrar que essa sugestão, com poucos pratos é para o dia dos namorados, e que ainda temos uma longa noite pela frente, se é que me entendem…

Tenham todos um ótimo dia dos namorados, e o mais importante de tudo isso, é o amor!

E degustando a gente se entende!

Ilustração da imagem destacada: Raquel Thomé (raquelthome.com)

Chico e Alaíde, uma orgia gastronômica no boteco

São mais de 40 tipos de petiscos que fazem do Chico e Alaíde uma orgia gastronômica no boteco!

Localizado numa das esquinas mais movimentadas do Leblon, no Rio de Janeiro, o Chico e Alaíde, é um ponto de encontro para as boêmias e boêmios do bairro.

IMG_7844

Os petiscos do Chico e Alaíde são de deixar qualquer um de boca aberta! Então vá com fome e entre nessa orgia de cabeça na porção de carne seca com farofa (foto acima).

IMG_7847Depois se jogue sem pudor no bobozinho de macaxeira com camarão, no totivendo de jerimum com camarão e catupiry, no nosso querido torresminho e na “impossível comer uma só” muquequinha da Alaíde (foto acima).

IMG_7845

Mas vai comer tudo isso sem beber nada? Lógico que não! As caipirinhas do Chico e Alaíde dão vontade de mergulhar dentro do copo (foto acima) e o chope é estupidamente gelado!

Para maiores informações, clique no nome do estabelecimento, no primeiro parágrafo do texto.