Cervejaria Guerrilha! – A Revolução é Líquida

No último sábado estive no pré-lançamento da Cervejaria Guerrilha!, com uma proposta de revolução líquida por um mundo melhor, durante o Festival TRESPRAUM, em São Paulo.

guerrilha-01

A Guerrilha! é uma cervejaria artesanal que busca valorizar as expressões artísticas, culturais e sociais que mudam o mundo para melhor, e eu pude conhecer em primeira mão seus três primeiros rótulos cujos estilos são: Hop Lager, India Pale Ale e Witbier, que são maravilhosas!!!

O lançamento oficial da Cervejaria Guerrilha! acontece no dia 18 de dezembro, no bar São Paulo Tap House.

Cervejaria Guerrilha! é criação do cervejeiro Eduardo Eloi, que começou a produzir cerveja em casa em 2012. Formou-se em Direito, mas percebeu que sua carreira é com o universo cervejeiro e, após ter frequentado o curso de cervejeiro do Senai, decidiu mudar de profissão e se aventurou no mundo das cervejas. O conceito da Cervejaria Guerrilha! surgiu a partir de reflexões do idealizador da cervejaria e relações com outros movimentos artísticos, culturais e sociais.

“Todo cervejeiro caseiro experimenta uma sensação de liberdade e de pertencimento, pois passa a criar algo que antes apenas comprava. Gosto de pensar que seremos uma sociedade mais aberta, mais viva e mais bonita no futuro e eu gostaria de expressar essa atitude de mudança em uma cerveja e marca; então pensei na expressão Guerrilha!, como conceito que comunica essa necessidade de mudar, de ter mais liberdade na vida, e como forma de valorizar todos os pequenos movimentos pessoais e diários que podem mudar o mundo pra melhor”, explica Eduardo Elói, idealizador da Cervejaria Guerrilha!.

guerrilha-001

Juntamente com seu amigo e também cervejeiro Igor Puorro, Eduardo desenvolveu as três receitas que iniciarão o portfólio da Cervejaria Guerrilha!: Uma Hop Lager, com 4,5% de teor alcoólico, cerveja clara de corpo leve, com amargor presente e aroma de frutas tropicais; uma American IPA, com 5,5% de álcool, de cor dourada, com amargor marcante, notas de caramelo e aroma cítrico intenso e resinoso, provenientes dos lúpulos americanos e uma Witbier, cerveja de estilo belga, com 5,0% de teor alcoólico, de corpo aveludado, decorrente das adições de trigo e aveia, que tradicionalmente conta com adição de especiarias e que nessa versão inclui sementes de coentro, zimbro, pimenta rosa e casca de limão cravo.

“Produzimos essas cervejas pensando em proporcionar três experiências bem diferentes aos consumidores. Desde o começo quando estávamos fazendo cerveja em casa, tínhamos o objetivo de produzir algo novo para nós mesmos. Resolvemos compartilhar isso com outras pessoas incentivando-as a mudarem a sua própria realidade e fazerem o que gostam”, afirma Igor Puorro, cervejeiro da Guerrilha!.

A Guerrilha! será produzida em parceria com a cervejaria Guilda GIV–da cidade de Barretos-SP, aberta em 2015. A parceria vai além da produção de cervejas; englobará também o melhoramento técnico da cervejaria, a diminuição de custos e o apoio mútuo para a distribuição.

“Conheci o sócio da Guilda, Walter Soares, há três anos no curso do Senai em Vassouras. Conversando sobre nossos projetos, percebemos a oportunidade de nos ajudarmos. Creio muito no sucesso dessa parceria, que é diferente do modelo de terceirização que vigora hoje em dia. Nossa cerveja estará presente no Oeste e iremos trazer a Guilda GIV para a capital”, afirma Eduardo.

guerrilha-02

As três primeiras cervejas da Guerrilha! poderão ser encontradas primeiramente em chope, no lançamento oficial no bar São Paulo Tap House no dia 18, e, posteriormente, nos principais bares e empórios da cidade, engarrafadas em 310 ml.

“Não queremos apenas trazer boas cervejas. Nosso objetivo também é caminhar junto com a outros movimentos que estão acontecendo ao nosso redor. A expectativa é poder participar dessa transformação da cidade, oferecer produtos de qualidade e estar ao lado das pessoas que estão em busca de inovação, de novas expressões de vida”, finaliza Eduardo.

Vida longa à Guerrilha!

A Cervejaria Ratsherrn Brauerei chega ao Brasil

Hamburgo traz intrínseca em seu DNA a vocação para ser uma cidade cervejeira. E foi lá que surgiu a cervejaria Ratsherrn Brauerei que chega ao Brasil oficialmente no último trimestre de 2016 através da Davika Comercial Importadora e Exportadora. De modo que a Importadora amplia seu portfólio com uma cerveja que traz consigo a tradição alemã aliada às produções mais modernas inspiradas na revolução cervejeira americana do século passado. Mas antes de conhecermos a cervejaria, precisamos fazer uma breve viagem no tempo para sabermos mais sobre a história cervejeira de Hamburgo.

unnamed

Contexto histórico

A relação de Hamburgo com a cerveja é antiga. Registros dão conta de que a bebida já era produzida na região há mais de mil anos e na metade do século XIII as primeiras cervejarias começaram a operar com força na região. A ponto de que em 1276 havia mais de 450 cervejarias oficialmente registradas. E devido à sua localização, a cidade também influenciava o mercado cervejeiro escandinavo.

O rótulo que virou marca

Após esse período de sucesso, a cidade assistiu à desaceleração do mercado e somente no começo do século XX que a atividade cervejeira de Hamburgo foi retomada (com a atuação de 15 cervejarias). No Pós-Guerra houve mais uma tentativa de recomeço e eis que no ano de 1951 foi servida ao público a primeira Ratsherrn Pilsener produzida pela Cervejaria Elbschloss (que fechou as portas em 1955). Mais de meio século depois, em 2012, foi que a Ratsherrn retornou ao mercado em definitivo. E não mais como um rótulo, mas sim como marca própria.

“Just Craft. Real Taste”

Este não é só um slogan, mas sim como a Ratsherrn Brauerei – pioneira na produção de cervejas craft em Hamburgo – busca destacar o seu maior desejo: encantar o consumidor com suas produções que mesclam a tradição alemã com as novas produções cervejeiras inspiradas na revolução dos Estados Unidos (que ressoa na Itália, Dinamarca e Áustria).

E este trabalho não poderia estar em lugar melhor do que o charmoso bairro de Sternschanze. A cervejaria está localizada nos galpões de um antigo mercado construído no Século XIX no coração de Hamburgo e após uma cuidadosa restauração dos galpões, hoje um patrimônio tombado pela cidade de Hamburgo, mais uma vez tradição e o moderno se combinam, inovando o mercado cervejeiro.

Por dentro da Ratsherrn

A equipe é formada por Thomas Kunst, Philip Bollhorn e Ian Pyle que se uniram com o propósito de criarem as melhores cervejas do norte da Alemanha sob o pensamento de que “um fabricante de cerveja artesanal nunca está satisfeito com o sabor uniforme de cervejas convencionais”.

Ian Pyle, inclusive, trabalhava na Samuel Adams (prestigiada cervejeira dos Estados Unidos) e enquanto procurava novas inspirações e influências que poderiam ajuda-lo a criar novas cervejas, conheceu a Ratsherrn. Foi paixão ao primeiro gole do agora Gerente, Mestre Cervejeiro e “Homem de Frente” da cervejaria que ainda exporta para Dinamarca, Áustria, Suíça, Holanda e China.

A Ratsherrn no Brasil

Focada em importação de cervejas alemãs, a Davika Comercial Importadora e Exportadora pretende ampliar o ponto de vista do mercado brasileiro em relação às produções daquele país. “Quando nos referimos às cervejas alemãs muitas pessoas têm em mente os estilos tradicionais Weizen, Kolsch, Helles e German Pils. Por isso, esperamos que a Ratsherrn mostre aos consumidores que a Alemanha também é referencia em inovação de cervejas. Ou seja: o perfil cervejeiro alemão está mudando aos poucos e queremos trazer essas inovações ao público brasileiro”, destacam os sócios da Davika, Caio Magalhães e João Romeiro.

A distribuição da Ratsherrn

A Davika está localizada em Jundiaí, local estratégico entre dois grandes centros consumidores no estado de São Paulo que são São Paulo e Campinas. De modo que a distribuição inicial será no interior paulista onde a empresa possui uma solida rede de bares e restaurantes parceiros. Em São Paulo a cerveja poderá ser encontrada no Empório Alto dos Pinheiros (EAP) e alguns outros bares parceiros. A bebida deverá custar no PDV entre R$ 25,00 e R$ 30,00 e não será distribuída em supermercados.

As cervejas

A Ratsherrn conta com uma linha de cervejas tanto fixas quanto sazonais e os rótulos que chegaram agora ao Brasil são:

unnamed-1

Ratsherrn Pilsener

Com grande frescor, a Ratsherrn Pilsener prova que um país não precisa ter sempre altas temperaturas para produzir uma cerveja refrescante. Afinal, esta legítima German Pilsener apresenta todas as nuances esperadas para o estilo favorito dos alemães. Com coloração dourada levemente opaca, a cerveja destaca muito bem tanto no aroma quanto no sabor a presença de malte que remete à panificação e ao clássico malte floral alemão. Inclusive, é produzida com quatro tipos de lúpulo: Herkules, Tradition, Select e Saphir. É leve, com amargor médio e altíssimio drinkability. Produzida na Alemanha para o calor do Brasil.

Estilo: German Pilsener

Teor alcoólico: 4,9%

Preço no EAP: R$ 21,00 (330 ml)

Ratsherrn Lager

Uma cerveja com história. É assim que podemos apresentar a Ratsherrn Lager. Produzido há mais de 150 anos em Hamburgo, o estilo Vienna Lager se mantém em destaque neste rótulo. Desde a sua elegante coloração dourada com reflexos alaranjados, a cerveja entrega tudo o que se espera do estilo. No aroma e sabor presença do malte que entrega notas de casca de pão e o aroma ainda apresenta o frescor do lúpulo floral (cerveja produzida somente com lúpulos alemães). O amargor é médio-baixo, o aftertaste é seco, há baixa carbonatação e altíssimo drinkability. É uma cerveja sedutora que pode trazer novos consumidores de cervejas para este maravilhoso universo de cores, aromas e sabores através desse estilo extremamente elegante. A cerveja ainda passa por processo de dry hopping.

Estilo: Vienna Lager

Teor alcoólico: 5,4%

Preço no EAP: R$ 23,00 (330 ml)

Ratsherrn Rotbier

Apresentando uma elegante cor vermelho rubi, esta é uma cerveja tradicional de Hamburgo com muita história para contar porque indícios que dão conta de que no início do século XIII este estilo de cerveja já era produzido. No aroma notam-se nuances de panificação, caramelo, toffee e lúpulo floral. O sabor refrescante pela presença do lúpulo floral confirma o aroma e ainda traz uma surpresa: o destaque para toques de café. A carbonatação é média e o aftertaste é levemente seco com o café ficando mais presente, corpo médio e amargor médio-baixo. A Ratsherrn Rotbier é uma daquelas cervejas para se apreciar de modo contemplativo e podendo ser harmonizada tanto com pratos salgados quanto doces. Certamente será uma experiência gastronômica única.

Estilo: Rotbier (Red Lager)

Teor alcoólico: 5,2%

Preço no EAP: R$ 23,00 (330 ml)

Ratsherrn Pale Ale

Com coloração dourada e reflexos alaranjados sem turbidez, a Ratsherrn Pale Ale engarrafa a história. Afinal, o estilo Pale Ale chegou a Hamburgo no Século XVII e como dizem na região portuária da cidade: “Atracou e não saiu mais”. No aroma, destaques para panificação e leves toques cítricos provenientes do lúpulo (são cinco tipos entre alemães e californianos) com sutil toque resinoso. No sabor o cítrico fica em primeiro plano, mas totalmente equilibrado e discreto e no segundo plano o malte e o resinoso também se apresentam com discrição. É uma cerveja equilibrada com amargor médio-baixo e aftertaste seco. Eis a prova de que é possível mesclar a sobriedade da Escola Alemã com a personalidade contemporânea da Escola Americana.

Estilo: American Pale Ale

Teor alcoólico: 5,6%

Preço no EAP: R$ 24,00 (330 ml)

Ratsherrn Coast Guard IPA

Com três tipos de malte e seis de lúpulo, a Ratsherrn Coast Guard IPA mostra o lado contemporâneo e cosmopolita da produção cervejeira alemã dos anos 2000. De coloração dourada com reflexos alaranjados e sem turbidez, a cerveja traz aroma cítrico bem presente lembrando frutas como manga e maracujá. No sabor, confirmam-se as nuances frutadas tendo também a presença do malte em segundo plano com o toque resinoso. No aftertaste gera salivação e os toques cítricos ficam mais presentes e de modo equilibrado. Cerveja com corpo médio, amargor médio-alto e que insere a costa oeste de Hamburgo na Rota Cervejeira Mundial dos amantes das American IPAs.

Estilo: American India Pale Ale

Teor alcoólico: 6,3%

Preço no EAP: R$ 27,00 (330 ml)

Sobre a Davika

Caio Magalhães e João Romeiro eram amigos desde a adolescência e sempre tiveram vontade de empreender. Depois dos anos na escola começaram a estudar Administração de Empresas com foco em Comércio Exterior / Internacionalização.

Em 2009 João se mudou para a cidade de Landshut na região da Baviera e chegou ao país em meio aos festejos da Oktoberfest. A paixão com a cerveja se deu logo no primeiro gole ao perceber as diferenças entre as cervejas alemãs em relação às brasileiras. Duas Oktoberfests depois os amigos se reencontraram (na época Caio estava morando na Inglaterra) e ao menos já sabiam em que mercado gostariam de empreender. Foi em 2014 que surgiu a Davika Comercial Importadora e Exportadora que ainda conta com o trabalho de Victor Magalhães e Daiana Cypriano.

O trabalho se iniciou com o teste de se importar cervejas da Cervejaria Hohenthanner (localizada a 20 minutos de onde João morava) e desde então a empresa vem crescendo sustentavelmente mês apos mês. Em 2016 aceitaram o desafio de introduzir a marca Ratsherrn no Brasil – uma marca inovadora de Hamburgo com foco totalmente diferente da Hohenthanner.

Drinks elegantes com Elit by Stoli

Fizemos uma degustação sensacional de drinks feitos com a vodka ultra premium Elit by Stoli e viemos ensinar as receitas para vocês.

stoli_elite_375ml__07431-1438840470-1280-1280

Premiada no mundo todo, a versão luxury da Stoli The Vodka já figura entre as preferências dos mixologistas.

A bebida Elit by Stoli é a primeira ultra luxury vodka do mercado, feita com grãos de Tambov na Rússia, alcança a supremacia de sabor através de um processo exclusivo de filtragem a menos -17ºC. Elit é uma vodka de alta qualidade que imprime sofisticação, elegância e pureza. Ou seja, ideal para preparo de drinks como os originais Martinis.

Preço sugerido: R$ 348,00.

Sugestões de drinks:

img_1146

Foto: Tales Hidequi

Elit Dirty Martini
– 60ml Elit by Stoli®
– 15ml Vermute seco
– 5ml Sumo de azeitona
Misture delicadamente os ingredientes até que fiquem perfeitamente uniformes. Sirva em taça pré-resfriada. Depois, basta decorar com azeitonas verdes.

Elit Myst
– 60ml Elit by Stoli®
– Alecrim
– 40ml de suco de maça
– 20ml de suco de limão
– 15ml de xarope simples
– 1 clara de ovo

Elit Spring Martini
– 60ml Elit by Stoli®
– 30ml de cointreau
– 3 morangos frescos
– 40ml de suco de laranja

img_1085

Foto: Tales Hidequi

Elit Intense
– 60ml Elit by Stoli®
– 40ml de suco de maracujá
– 20ml de suco de limão
– 20ml de xarope de gengibre

Outras opções da Stoli The Vodka são as versões saborizadas para compor os drinks do verão, Stoli Vanil e Stoli Blueberi, que proporcionam combinações de sabores incríveis.

Com a democratização da coquetelaria no Brasil, o grau de exigências dos insiders também vem aumentando. Neste cenário, a importadora Aurora, trouxe ao mercado nacional de destilados novas opções da vodka Stolichnaya: Stoli Vanil e Stoli Blueberi. Duas deliciosas opções de vodka premium, produzidas a partir de ingredientes de alta qualidade que são destiladas três vezes e filtrada em quatro estágios, processo exclusivo que permite manter o sabor e a maciez da verdadeira vodka.

As duas versões de Stoli possuem sabores específicos e únicos que conferem aos drinks clássicos criatividade e a qualidade de uma bebida premium, além de provocarem inovações na criação de novos drinks.

Para refrescar o seu verão com estilo e qualidade, Stoli ensina receitas de drinks fáceis de preparar e altamente saborosos:

blue

Stoli Blueberi

Combinação cheia de harmonia entre vodka Stoli com a atual fruta queridinha da gastronomia blueberry, traz ainda um toque de groselha preta e frutas cítricas. Stoli Blueberi imprime ao drink sabor levemente amanteigado, composto de notas aromáticas que remetem ao eucalipto.

Preço sugerido: R$ 95,00

The Stoli Blueberi Lemonade
– 60ml Stoli® Blueberi
– 90ml Limonada
– Blueberries
Modo de preparo: Em um copo, ou coqueteleira, com gelo misture todos os ingredientes com cuidado, após, coloque em um copo longo de sua preferência, decore com rodelas de limão siciliano e sirva gelado.

stoli-vanil

Stoli Vanil

Cremosa como toda boa vodka e com a mesma maciez exclusiva da Stoli original, a Stoli Vanil é famosa no mercado mundial e traz leve doçura ao paladar, cacau, tons de grãos torrados, além das notas de especiarias adocicadas e pimenta branca.

Preço sugerido: R$ 95,00

Stoli Fresh Vanilla Martini
– 60ml Stoli® Vanil
– 15ml Suco de limão
– 16ml Xarope de açúcar
– Folhas de hortelã
Modo de preparo: misture todos os ingredientes com gelo em uma coqueteleira de forma que fique homogêneo e que não dissolva o gelo completamente, coe para separar a bebida do gelo e sirva em uma taça previamente resfriada.

img_1017

Foto: Tales Hidequi

SOBRE A STOLICHNAYA

Importada e distribuída no Brasil pela Aurora Bebidas e Alimentos Finos, Stoli está presente em mais de 174 países e continua a conquistar espaço entre os exigentes consumidores de destilados. Muito pelo seu processo artesanal – desde a escolha dos melhores trigos da região de Tambov na Rússia, passando pelo transporte da matéria prima até a água de poços artesianos de Riga.

Origem: Matéria 100% russa e engarrafada na Letônia.

Prêmios: Medalhas de ouro concedidas em 1958 e 1963 no Leipziger Messe e Feiras Mundiais Bruxelas.

Produtos comercializados no Brasil: Stolichnaya Premium, Elit, Vanil e Blueberi.

Crédito das fotos: Tales Hidequi

Dia d@ Bartender com as Divas no Boteco

No dia 04 de outubro, é comemorado o Dia d@ Bartender, profissional que cria e serve drinks elaborados, como é o caso das divas Adriana Pino e Talita Simões, do restaurante Méz e Oguru Sushi & Bar, respectivamente. São elas as responsáveis por assinar as cartas dos espaços paulistanos, localizados no Itaim Bibi, e imprimir seus estilos únicos em suas criações.

Quando eu conheci a Adriana Pino, ela era a Menina no Boteco do Brown Sugar, e eu soube na hora que ela era muito mais que uma bartender incrível que gosta de um bom papo de balcão. A sintonia entre nós foi tão legal, que viramos amigas dentro e fora do boteco.

IMG_3892

Com 11 anos de experiência, Adriana Pino usa e abusa de bons ingredientes para traçar uma carreira de sucesso como bartender: simpatia e competência. Foi a primeira classificada para o World Class Brasil 2016 e agora ela é a Diva no Boteco do Méz, no Itaim Bibi, que abriu suas portas em abril para oferecer coquetelaria e gastronomia em ambiente de estilo nova-iorquino. Adriana prepara diariamente drinks exclusivos, clássicos ou tradicionais que já ganharam consagração e muitos fiéis. “Venho aperfeiçoando a arte da coquetelaria clássica e moderna, estudando e experimentando novas misturas, combinando sabores e descobrindo um mundo de possibilidades”, afirma Adriana.

Já a Talita Simões, eu conheci quando ela era a Menina no Boteco do Side, depois presenciei seu show de Gim Tônicas no G&T, e fui testemunha da carta de drinks sensacional que ela fez para o Town Sandwich Co. Agora ela desenvolveu a carta de coquetelaria e é a Diva no Boteco do Oguru Sushi & Bar, localizado na mesma região de São Paulo.

IMG_3442

A bartender é uma das mais renomadas do Brasil e sempre encara um novo projeto de maneira exclusiva, além de desenvolver um trabalho especial e raro, focado na experiência sensorial que as bebidas podem proporcionar. Em 2011, Talita participou da final do concurso de coqueteleira Diageo World Class, concorrendo ao título de melhor bartender do mundo e chegando em 2º lugar como a melhor de toda a América Latina. Além disso, a responsável pela carta de drinks do sushi e bar no Itaim faz parte também do comitê internacional de Londres que determina, anualmente, os 10 melhores bares do mundo.

Quer conferir o trabalho das duas de pertinho? Abaixo estão os detalhes dos estabelecimentos e, em breve, eu trago mais novidades sobre essas duas Divas no Boteco!

Méz

Endereço: Rua Dr. Mario Ferraz, 561 – Itaim Bibi

Telefone: (11)2538-8197

Horário de Funcionamento: Segunda-feira: das 12h às 15h (almoço); Terça, quarta e quinta-feira: das 12h à 1h (das 15h às 19h – apenas área do Terraço); Sexta-feira: das 12h às 2h (das 15h às 19h – apenas área do Terraço); Sábado: das 12h às 2h; e Domingo: das 12h às 17h.

Forma de pagamento: Aceita todos os cartões.

Capacidade: 100 lugares sentados + área externa

Valet: R$ 25

Facebook: www.facebook.com/mez.sp

Instagram: @mez.sp

Wifi Sim / Acessibilidade Sim

Oguru Sushi & Bar

Endereço: Rua Campos Bicudo, 141 – Itaim Bibi

Telefone: (11) 2609-2622

Horário de Funcionamento: Almoço de Segunda a Sexta das 12h às 15h; Sábado e feriados das 12h às 16h; Jantar de Segunda a Quarta das 19h às 23h; Quinta a Sábado das 19h à 00h; e feriados até às 23h.

E-mail: contato@ogurusushibar.com.br

Forma de pagamento: Visa, Master, Amex, Elo e Vale Refeição

Capacidade: 60 lugares

Valet: R$ 20

Facebook: www.facebook.com.br/ogurusushibar

Instagram: @ogurusushibar

Wifi Sim / Acessibilidade Sim

Beefeater Mix LDN – Etapa Brasil

A maior competição à base de GIN do Mundo, a Beefeater Mix LDN, anuncia etapa brasileira em 2016. O campeonato que já percorreu 32 países, tem inscrições abertas até o dia 25 de setembro, no site http://www.beefeatermixldn.com. Os candidatos – bartenders profissionais e amadores – deverão elaborar um novo e criativo drink com gin, sob a temática “filmes que se passam em Londres”, já que a cidade, berço da Beefeater, e abrigou clássicos dos anos 60, filmes de espiões e inúmeras comédias românticas.

Sob avaliação da equipe da Pernod Ricard (detentora da marca), oito receitas serão escolhidas. “Queremos incentivar novidades em torno do gin – bebida que no Brasil cresceu 40% no último ano”, afirma Bruno Carvalho, responsável pela Beefeater no Brasil.

beefeater-mix-ldn-final-3

Após essa avaliação, os oito melhores estarão na final brasileira e apresentarão, no dia 20 de outubro, suas criações durante evento em São Paulo produzido pela agência Haute. A partir das 19h, quatro jurados especialistas na bebida e o público consumidor, poderão experimentar e votar na criação perfeita embalado por DJs.

O drink vencedor poderá ser degustado por todo o público – até o fim do ano – durante as festas da agência Haute e em diversos bares e restaurantes da cidade de São Paulo. O bartender vencedor ganha ainda uma viagem para Londres para participar da final mundial do Beefeater Mix LDN e 450 libras para gastar durante o período.

O ganhador do campeonato mundial poderá criar uma edição limitada de seu próprio Gin Beefeater em 2017, sob orientação do Destilador mestre mais experiente do Mundo – com 48 anos de carreira – Desmond Payne.